Mais Arquivos. March 2018

O mundo: um campo minado de ameaças

As palavras da moda do século 21. Elas vêm; algumas vão – outras ficam. Um exemplo recente: sinergia. Lembra dessa? Costumava aparecer em praticamente todas as apresentações de negócios que aconteceram há mais ou menos 15 anos (menos nas minhas. Não, obrigado!). E você lembra do bug do milênio? Oh meu Deus – isso foi há 18 anos :). O termo também veio e foi (depois de se ter percebido que era muito sobre nada). Fora ainda aquelas que vêm e ficam, como… hmmm… vantagem, bem-estar, proativo, paradigma… Mas estou a divagar.

Voltando ao tema que eu quero falar hoje: especificamente as palavras tecnológicas da moda. Quais vêm à mente? Inteligência artificial? Big data? A internet das coisas? Computador quântico? Ou talvez as megafamosas criptomoedas e bitcoins? Aliás, essas estão entre as mais populares de acordo com o Google, também.

Nem todas as palavras da moda são tolas/sem sentido/marketing exageros/enganações para investidores-e-consumidores… sofismas (isso é uma buzzword? Com certeza parece, mas… :). Blockchain é uma dessas. Por exemplo, nossa incubadora de negócios nutre diversas ideias de blockchain que vão mudar o mundo para melhor em seus nichos.

 

Não apenas para comprar Bitcoins, mas também para vendê-las.

Mas esse post não é sobre isso. Hoje, quero compartilhar minhas considerações sobre a influência das criptomoedas na cibersegurança global e como podemos ajudar os usuários a se protegerem de novas ameaças. Eu também vou fantasiar um pouco sobre o futuro dos serviços de internet gratuitos e opções para monetização de softwares.

Leia em:O mundo: um campo minado de ameaças