Arquivos de tag para “kamchatka”

NADANDO PELO MUNDO – PARTE 2

Muito bem. Seguimos marchando nadando, até a seguinte parada de ônibus do nado internacional, Europa.

  1. Mar quente, Santorini.

Santorini é uma ilha vulcânica, e uma ilha-vulcão. É realmente um anel de ilhas, que são os restos da caldeira de um gigantesco vulcão milhares de anos atrás, tem um vulcão crescendo dentro do anel, que, ocasionalmente, entrou em erupção e fica maior . Eu estive em Santorini não muito tempo atrás, e tenho falado muito sobre esse lugar neste blog.

world-best-swim_1

As únicas fontes de água termal do mundo estão em Santorini. Ao menos, as únicas que o mundo conhece. A água quente nasce no fundo do oceano, fazendo com que ela seja mais quente do que em outros lugares.

Leia em:NADANDO PELO MUNDO – PARTE 2

Kamchatka-2012: Peixes, não “phishes”!

Dias 20-22 (6-8). Rafting.

Kamchatka é pouquíssimo conhecido como destino para a prática de rafting: nenhum dos seus rios é muito extenso – no máximo, três ou quatro dias de descida, nada além. Cachoeiras tranquilas, ondas calminhas. Quase todos os rios que conheço nesta região são assim, tranquilos! Sendo assim, o rafting em Kamchatka só é recomendável como complemento a outras atividades, como relaxamento,  uma pausa nos remédios, ou, claro, para se encher de peixe!


Leia em:Kamchatka-2012: Peixes, não “phishes”!

Photostream do Flickr

Instagram

Kamchatka-2012: Tolbachik e a Northern Fissure

Dia 16 (2). Tolbachicando!

Turistas durões são atraídos a Tolbachik na alta temporada da mesma forma que o pessoal que trabalha em escritório não resiste às redes sociais no horário do expediente! Mas este ano havia mais turistas do que o normal – talvez até demais. Em Leningrad Base, onde ficamos, havia mais de cem turistas de diferentes países, com grupos da Polônia, da Alemanha, entre outros. Realmente compreensível, pois há muito o que se ver por aqui. Além do deserto preto-vermelho e dos morros da Northern Fissure, ainda há o vulcão plano Ploskiy Tolbachik – simplesmente imperdível.


Leia em:Kamchatka-2012: Tolbachik e a Northern Fissure

Insira seu endereço de e-mail para se inscrever no blog