Arquivos de tag para “patentes”

O Panóptico da Patente de Darwin

Leitores regulares provavelmente notaram que não andei pregando contra trolls de patentes recentemente. Talvez porque os trolls sossegaram e arrumaram algo útil para fazer? Acertou quem disse não. Infelizmente, todos os dias histórias sobre a audácia ultrajante dos trolls podem ser encontradas, se você procurar por elas. Trata-se de um dia como qualquer outro para os trolls, simplesmente não chega aos noticiários.

Às vezes, as notícias chegam a você – pelo menos para nós: outro dia mesmo, recebemos um processos de uma tal de WETRO LAN por supostamente infligir uma Patente acerca de filtração de pacotes de dados, ou para ser mais preciso, um firewall. MAS O QUE?

Então, o que eles estão dizendo é que você pode patentear um dispositivo conhecido e aplicado universalmente que foi inventado há mais de uma década? Caso você não tenha entendido, a tecnologia está aí eras ANTES da patente aparecer. E agora demandam uma taxa em cima da tecnologia patenteada! Esperaaí… MAS O QUE?

Sim, é isso que estão fazendo: desde 2015, eles abriram um processo contra mais de 60 empresas, muitas das quais desenvolveram firewalls muito antes que a patente existisse. Mas a indústria não está deixando barato, essa história até recebeu o titulo de Patente Estúpida do Mês.

Também absurdo é o fato de que eles abriram uma apelação contra nós. Não somos um alvo fácil, sempre mantemos nossa posição e nunca cedemos aos trolls de patentes. E nunca fazemos acordos também, já que não há nada para ser acordado, afinal não fizemos nada. A única coisa que fazemos é devolver na mesma moeda. E por que não? As patentes duram pouco, então devolvemos enquanto o ferro ainda está quente. E não importa o que, continuaremos engajados no lado certo dessa luta, até que a última bala seja disparada. A última bala dos trolls.

Mas tudo isso sobre briga – não importa o quão necessário – ainda é uma coisa muito estraga prazeres. Então, para levantar os ânimos e nos mantermos positivos e otimistas, eu decidi tirar a poeira dos arquivos para fazer uma coleção das patentes mais loucas e paradoxais já vistas. No mínimo, você saberá no que apostam se tentarem enquadrar sua empresa em “violação de patente”.

Lá vamos nós…

O Top 5 das parentes mais [insira superlativo apropriado]

No. 5: a guilhotina – o melhor remédio para dor de cabeça.

Tempo quente e ensolarado possui seus pontos negativos. É claro que isso tudo pode ser sinônimo de praia, pina coladas, roupa de banho, mas para isso o indivíduo tem de estar em boa forma. Mas como alguém poderia ficar em boa forma depois de um outono, inverno e primavera de comida calórica? Simplesmente não dá! Bem, não é que seja impossível, com uma boa dieta e exercícios, mas o quão previsível é isso? Tínhamos que ter uma solução tecnológica para isso, afinal o século 21 estava bem ai. Portanto…

Pessoal, conheçam a patente 4334424 – a máscara anti-comida. Pode entrar Hannibal Lecter!

ip2

PS: faz sentido “inventar” e patentear algemas anti-comida – porque aí você se amarra no pé da mesa e não chega perto da geladeira. Não dou duas semanas para que você chegue naquele corpinho que tanto sonha.

Leia em:O Panóptico da Patente de Darwin

Sobre inventores e invenções

Como os eventos recentes têm confirmado – temos uma vida ativa no terreno das patentes/invenções.

Nossas caixas de entrada de e-mail estão cheias com todos os tipos de e-mails – tanto positivos quanto negativos, interessantes e insípidos – sobre vários pedidos de patentes e invenções variadas…

E isso me levou a minha de fazer algumas pesquisas sobre algumas estranhas e maravilhosas previsões de “especialistas” a respeito de novas idéias, invenções e empresas ao longo dos séculos.
Leia em:Sobre inventores e invenções

Que comece a luta contra os trolls de patentes!

É melhor prevenir do que remediar. E isso vale para combater trolls de patentes também.

Com este velho ditado em mente recentemente entramos com uma ação contra a Device Security LLC buscando a invalidação e não-violação da patente que cobre a tecnologia envolvida na proteção de dados em dispositivos móveis. Isso marca uma nítida mudança de tática: Embora estejamos em guerra com parasitas de patentes por oito anos, esta é a primeira vez que fui para um ataque preventivo.
Leia em:Que comece a luta contra os trolls de patentes!

Os trolls de patentes podem ser vencidos!

Viva! Derrotamos outro troll de patente nos EUA! O inimigo foi derrotado, desmoralizado e agora foge! Churchill estava certo: “Nunca desista!” Seguimos este conselho contra este troll em particular.

“Choque, felicidade, e adrenalina – tudo junto”

– Foi assim que N.K. (nosso Conselheiro Chefe de Propriedade Intelectual) descreveu essa vitória. Dessa vez, esse troll era de alto calibre, com conexões de peso.

 

Choque, felicidade, e adrenalina – tudo junto – Não tenho como concordar mais. Nosso processo de 18 meses contra a Lodsys (um dos tentáculos de um dos maiores trolls de patente mundiais, a – Intellectual Ventures (“IV”)) chegou a um termo súbito devido a rendição incondicional desse parasita abominável. Como de costume, ficamos sozinhos, enquanto outras 54 empresas topavam fazer um acordo com esse bandido – enquanto várias outras simplesmente fugiram. Ao todo, esse troll causou prejuízos contra mais de 400 companhias de TI!
Leia em:Os trolls de patentes podem ser vencidos!

Doce vingança contra os trolls de patentes

Dar o troco pode demorar. Mas a hora parece estar chegando, finalmente, e contra um tipo desagradável de gente ​​- os trolls de patentes.

Eu já falei aqui sobre essa raça e o que precisa ser feito na luta contra eles.

Vamos a uma análise rápida dos principais pontos:

  • O uso da patente deve ser limitado – banir reivindicações referentes a um período anterior à aquisição
  • O réu deve ser necessariamente reembolsado pelas despesas judiciais em caso de vitória ou mesmo empate no tribunal
  • A proibição de agregadores de patentes iniciarem ações judiciais
  • Aumento nos detalhes necessários e precisão das descrições de patentes e perícias técnicas obrigatórias
  • O principal: não patentear idéias, mas a sua aplicação prática concreta.

Leia em:Doce vingança contra os trolls de patentes