Mais Arquivos. setembro 2013

ZETA Shield – O escudo que protege seu computador

Bem vindos de volta pessoal!

O que mais de novo e interessante pode ser encontrado sob o capô do KIS 2014? Hoje a estrela convidada é a tecnologia ZETA Shield.

Essa ferramenta poderia ser mais bem descrita como um microscópio de alta tecnologia para a detecção e eliminação dos mais astutos malware, que se esconde nas entranhas dos arquivos mais complicados. Em suma, esta é a nossa tecnologia de defesa exclusiva contra ameaças futuras.

Para entender melhor o conceito, vamos tomar um conjunto de tradicionais bonecas russas.
Leia em:ZETA Shield – O escudo que protege seu computador

Doce vingança contra os trolls de patentes

Dar o troco pode demorar. Mas a hora parece estar chegando, finalmente, e contra um tipo desagradável de gente ​​- os trolls de patentes.

Eu já falei aqui sobre essa raça e o que precisa ser feito na luta contra eles.

Vamos a uma análise rápida dos principais pontos:

  • O uso da patente deve ser limitado – banir reivindicações referentes a um período anterior à aquisição
  • O réu deve ser necessariamente reembolsado pelas despesas judiciais em caso de vitória ou mesmo empate no tribunal
  • A proibição de agregadores de patentes iniciarem ações judiciais
  • Aumento nos detalhes necessários e precisão das descrições de patentes e perícias técnicas obrigatórias
  • O principal: não patentear idéias, mas a sua aplicação prática concreta.

Leia em:Doce vingança contra os trolls de patentes

Photostream do Flickr

Instagram

Apresento o novo KIS 2014 – Parte I

Hip, hip, hurra! Woo hoo ! A mais recente versão do KIS chegou!

Conseguimos lançar o KIS 2014 em todas as principais regiões do mundo e nos idiomas mais falados. Clique aqui para fazer o download da nova versão. Diretrizes de atualização estão aqui.

Vou contar para vocês tudo o que fizemos nesta nova versão:

A primeira coisa que posso dizer: há muitas novidades. Tanto é assim que farei posts cobrindo os principais novos recursos separadamente, pois falar de tudo em um só colocaria todos para dormir…
Então, aqui vamos nós… com o post 1:

Leia em:Apresento o novo KIS 2014 – Parte I

Insira seu endereço de e-mail para se inscrever no blog

O líder que deu esperança ao mundo

Senhoras e senhores!

Hoje é um jubileu especial da maior pessoa viva na Terra: o aniversário de 90 anos de Lee Kuan Yew, o fundador e líder indiscutível da cidade-Estado de Cingapura. Este é o homem que transformou uma “não-entidade” em uma nação próspera, uma cidade dos sonhos – um exemplo para todos os outros países do mundo.

Então, como era Cingapura antes?

Em 1965, Cingapura não apenas tornou-se independente como muitos países fizeram – o país foi forçado a isso, depois de ter sido jogado fora como lixo. Era um pequeno grupo de ilhas subdesenvolvidas com muito pouca coisa de valia, que ninguém no seu perfeito juízo quer considerava potencialmente viável.
Leia em:O líder que deu esperança ao mundo

O hotel QR e outras curiosidades de Berlim

Guten tag pessoal!

Atualmente estou em uma viagem trans-europeia. E ao longo do caminho eu continuo a deparar com alguns locais incomuns os quais sinto simplesmente o dever de compartilhar com os leitores mais progressistas do mundo dos blogs. Ok?

Curiosidade 1
O que os carros que você geralmente vê na autobahn alemã entre Frankfurt e Hannover? Modernos e rápidos, isso é certo. E que tipo de carro não se vê? Fácil : os modelos mais antigos. Então, talvez você possa compreender minha surpresa choque ao ver Zaporozhetses vintage ( e tunados!) – com placas de Moscou ! Mas que diabos? E lá estava o carrinho chacolhando e atraindo a atenção dos demais motoristas – tanto que o tráfego diminuiu a velocidade em plena autobahn -um templo da velocidade. E viva a invasão ucraniana retrô!

Leia em:O hotel QR e outras curiosidades de Berlim

Cortando leite na casa dos Yakut

Privyet!

Yakutia (casa do povo Yakut), ou, oficialmente, Sakha (casa do povo Sakha) tem muito orgulho de suas dimensões generosas – gosta de comparar-se com alguns países europeus, sendo um dos favoritos a França: Na Wikipedia (em russo, pelo menos) é dito que a Yakutia é “cinco vezes maior que a França”. (Por que não a Espanha, Turquia ou Ucrânia? ) Há muitas outras comparações pela Internet também, comparando a Yakutia com os mares Mediterrâneo e Negro juntos.

De qualquer forma, não importa como você a meça, não pode haver nenhuma dúvida que o que temos aqui é um território imenso. De fato, é a maior entidade subnacional em termos de área – ela estende por três fusos horários !

Mas eu acho que para fazer justiça ela precisa ser comparada com outras coisas grandes, não muito menores. Então, aqui vamos nós…

Com um território de cerca de três milhões de quilômetros quadrados (mas uma população de pouco menos de um milhão , ou seja, três KM2 por pessoa ), com qual outro território imenso a Yakutia pode ser comparada?

Primeiro, Austrália. A Yakutia é apenas duas vezes e meia menor do que a terra dos cangurus, apesar de ter 20 vezes menos população. Mas isso faz sentido, por que lá embaixo eles não têm que sofrer os intensos invernos Yakutia.

Próximo passo: Canadá. A Yakutia é apenas três vezes menor do que este país, consideradas todas as suas ilhas. No entanto, a maior parte do Canadá é muito mais ao sul – por isso, 35 vezes mais pessoas vivem lá.

Next: China. Este país também é três vezes maior do que Yakutia, enquanto a população… hmmm, melhor não entrar nessa. Não é o melhor exemplo…

Leia em:Cortando leite na casa dos Yakut

Lembranças de Praga

Olá pessoal!

Era uma vez, há muito, muito tempo (em 1998, para ser preciso) quando alguns companheiros e eu decidimos dar um tempo no agito de Moscou por um tempo em um lugar tranquilo. Precisávamos ficar longe de tudo e voltar ao básico – para discutir e bater o martelo sobre planos para o futuro de nossas tecnologias antivírus.

Então é isso que fizemos …

Em primeiro lugar, era necessário achar um local bacana. Queríamos um lugar suficientemente confortável (não um hostel com um banheiro por andar ou algo assim) , mas nada mais. Também precisávamos de uma sala de conferências para seis pessoas. Basicamente, precisava ser razoavelmente econômico, pois naquela época não tínhamos dinheiro sobrando, para dizer o mínimo.

Procuramos na região de Moscou, sem sucesso. Então olhamos mais longe. Finalmente, decidimos que o local mais adequado – e não muito distante de Moscou – foi a capital da República Checa.

Leia em:Lembranças de Praga